Tag Archives: Projetos

50 Tons de Cinza

MONTENAPI“Quando abro a cada manhã a janela do meu quarto

É como se abrisse o mesmo livro

Numa página nova…”

Mário Quintana

J.Vilhora_2046 J.Vilhora_2047

Projeto Residencial Santo André/SP 2013 – Deborah Basso Arquitetura&Interiores

O quarto de casal é um ambiente muito especial da casa. Lugar que abriga sonhos, onde os planos de vida são traçados em cumplicidades. É neste ambiente ninho, onde o amor acontece no encontro de intimidade. Em tempos de 50 tons de cinza, as fantasias são estimuladas em relações de intensa paixão. A cor cinza entra neste contexto com muita elegância e sofisticação.

J.Vilhora_4674 J.Vilhora_4701

Projeto Residencial São Paulo/SP 2013 – Deborah Basso Arquitetura&Interiores

No quarto, as pessoas passam a maior parte do tempo. Assim sendo, a decoração deve ser charmosa, confortável e muito pessoal. Afinal, dormimos e acordamos inevitavelmente olhando para os objetos em nosso entorno. Nada como um bom dia carinhoso, faça chuva ou faça sol, envolta às nossas referências.

J.Vilhora_4748 J.Vilhora_4802

Projeto Residencial São Paulo/SP 2013 – Deborah Basso Arquitetura&Interiores

As nuances de cinza, por serem neutras, podem ser usadas com outras cores em jogos de cores que complementam o ambiente.

MONTII MONTIII

Assim como outros ambientes da casa, a decoração do quarto é bastante íntima e reflete nossa personalidade. A luz, a cor, as texturas fazem a magia do ambiente. Harmonia e equilíbrio são essenciais, bem como o aroma e o som. O quarto é um ambiente de experiência sensorial de encantamento.

Anúncios

Detalhes

J.Vilhora_4627Todos nós temos nossos lugares especiais em casa, e até no trabalho. Gostamos de nos cercar de referências que fazem parte da nossa história pessoal. A frase “Deus está no detalhe”, atribuída a Mies van der Rohe (???), é a metáfora do belo, do sublime, do olhar de encantamento. 

salaA J.Vilhora_4741

Os detalhes sempre fazem a diferença, porque demonstram cuidado, afeto, delicadeza.

J.Vilhora_4633 J.Vilhora_4630

O “lugar” da casa com encanto especial. É no detalhe que demonstramos quem somos.

J.Vilhora_4786 P1230842

A casa personifica nosso ideal mais íntimo. O sonho, o devaneio, as lembranças…

J.Vilhora_1939J.Vilhora_1150Todo canto de uma casa, todo angulo de um quarto, todo espaço reduzido onde gostamos de encolher-nos, de recolher-nos em nós mesmos, é , para imaginação o isolamento, a intimidade.

J.Vilhora_1938J.Vilhora_2032

 

 

J.Vilhora_4781

J.Vilhora_1910O canto da casa evoca-nos o silêncio de pensamentos. Retiro para alma, refúgio da imaginação, memória de momentos de tranquilidade. A casa é nosso canto no mundo.

Arquitetura e Memória

MC-depois original MC-antes

Ao desenvolver este projeto corporativo de revitalização da arquitetura, nossa preocupação foi preservar a memória local e pessoal do Município de São Caetano do Sul

gabinete-prefeito-scs (1) foto_02 (1)

            Palácio Cerâmica – São Caetano do Sul                          Palácio Mantova – Itália

A cidade de São Caetano do Sul/SP, fundada por colonos  imigrantes italianos em 1880, vindos da Província de Mântua (Mantova), região da Lombardia na Itália,  a princípio dedicaram-se ao trabalho agrícola, no cultivo das videiras. Posteriormente, o interesse dos trabalhadores foi logo despertado pela várzea compreendida entre os rios Tamanduateí e Meninos, local rico em excelente argila. Imediatamente começaram a aparecer os primeiros estabelecimentos que se dedicaram ao fabrico de telhas, tijolos e louças, seguindo a tradição dos antigos monges beneditinos. Em 1758 iniciam-se as primeiras olarias na região, mas foi no ano de 1793 que se instalou a primeira grande indústria de telhas e tijolos

14322150 700px-Entra1scs                                   Muitas indústrias se instalaram na região do ABC no início do século XX. Em São Caetano, as fábricas Matarazzo e Cerâmica tiveram grande importância na construção da história da cidade

      matarazzo matarazzo-hoje

Indústria Matarazzo                                                                Ruinas

P1280090 IMG_1426

                        Obra em Setembro de 2013                                   Obra em Novembro 2014

Respeitar a memória do lugar, assim como os elementos arquitetônicos, referências do histórico urbano, e inserir o conceito de contemporaneidade são desafios dos arquitetos nas cidades brasileiras

                       P1190594 P1250126

                          Fotos – Anibal Passos

É preciso decorar o interior de si mesmo

                                       16173_10152845532883658_1031367421482889993_n   10387308_10152845532888658_4726540313879409476_n

No início do projeto o arquiteto e designer de interiores, reflete primeiramente a personalidade dos proprietários. Geralmente, os profissionais têm “feeling” para perceber o estilo, as necessidades, e os sonhos de quem vai morar na casa. Na dialética da Poética do Espaço, Bachelard nos diz que, “Essa casa sonhada pode ser um simples sonho de proprietário, um concentrado de tudo o que é considerado cômodo, confortável, saudável sólido ou mesmo desejável para os outros. Deve contentar então o orgulho e a razão, termos inconciliáveis.”

                                                        36a62b9351323d1c35656e93a6fe0335 48e05dfb44f12071f69e4e1497acd4e4

                      Existem almas corajosas que  decoram o interior de si mesmas – e com um excelente resultado

Home-office – Projeto 2013/SP –  Mesa Casina, Porta-objetos Vitra

         J.Vilhora_4757

J.Vilhora_4777

J.Vilhora_4775

Projeto São Bernardo do  Campo 2009 – Home-Office

J.Vilhora_9676 J.Vilhora_9666

        Projeto Santo André 2009- Home-Office

J.Vilhora_9548

                                            e317ab453e46a8b28af6accf4490636c   8687a60b7ccb3588f8d2d9afe0a099cd (1)

8246f195dce13d13d9c501879e965751

Os cantos favoritos da casa proporcionam intimidade com momentos de privacidade

Num mundo tão barulhento é preciso experimentar o silêncio

biblioteca 0d31efbc34d5e2aed5a2511715ed6c3cd15f72da46b1b673074e1a73ff88f811

A exuberância dos jardins verticais

4ecfc535806ed-484_jardim-vertical-gilberto-elkis-9 01

Os jardins verticais ou “paredes verdes” são cada vez mais usados na cidade. Foram criados para amenizar a falta  de áreas verdes,   a parede verde é uma excelente solução  para personalizar pequenas áreas internas ou externas

             b_730_73374450a56a45eb8f05448e695d8784   b_730_dc4a6f8009b04652ba72bcaa0918c9ff

Recurso também muito usado em fachadas para revitalização de edificações

 refrencia jardim vertical2     referencia jardim vertical

Valorizam a arquitetura e amenizam calor

neorexred

Em blocos de concreto fundido, em vários formatos

neorextec     jardim-vertical2

vertical-garden_4-600x4001

Wall Green, sistema de encaixe vendidos em kit

wallgreenEcoVertical wallgreenEco-9 WallGreenEcoV-9

Green Wall Ceramic

green-wall_2_620x410   green-wall-home-bloco green-wall-ceramic-1

Treliças e vasos

10wall garden